MERODIVING CENTER MADEIRA

Baixa da Agulha

Ilhas Desertas



baixa da agulha mergulho madeira

A Baixa da Agulha fica localizada na Reserva Parcial das Desertas na zona mais a Norte do Ilhéu Chão.
A baixa inicia-se num fundo de areia na cota dos 50 metros de profundidade e alonga - se até à superfície, onde se resume a um pequeno pico de rocha visível na maré baixa ou com muita ondulação. É um local pouco abrigado e devido ao relevo do fundo é uma zona com ondulação e corrente à superfície e que o mergulhador deixa de sentir à medida que vai descendo.

O pico da formação rochosa desenvolve-se sensivelmente até aos 16 metros onde começa uma plataforma de rocha clara devido à quantidade de enormes cracas (Balanus trigonus) que estão um pouco por todo lado. Até aos 24 metros continuamos nessa plataforma que é um oásis de vida.

Milhares de pequenos peixes verdes (Thalassoma pavo), peixes - rei (Coris julis), castanhetas (Abudefduf luridus,Chomis limbata) e bogas(Boops boops) procuram ali refúgio e atraem cardumes de pelágicos como charuteiros (Seriola rivoliana), encharéus (Pseudocaranx dentex) bicudas (Sphyraena viridensis e peixes-porco (Balistes capricus) que rodeiam os pequenos peixes e atacam na devida altura. Abaixo da plataforma, o declive torna-se mais acentuado e com uma magnífica visibilidade.

Um pouco mais abaixo até uns 30 metros existe uma gruta na rocha onde costumam estar algumas preguiçosas (kyphosus sectator). Este é dos poucos locais na Madeira onde se pode observar esta espécie. De regresso à superfície o mergulhador é acompanhado por charuteiros e peixes-porco

 


voltar

Espécies residentes habituais
Charuteiro Seriola rivoliana | Encharéu Pseudocaranx dentex | Boga Boops boops | Cracas Balanus trigonus | Preguiçosas Kyphosus sectator | Peixe-porco Balistes capriscus